MPF ARQUIVA notícia de fato sem fundamento contra o Governo Municipal lavrense

Por Paulo Sergio 04/08/2022 - 15:05 hs
Foto: Reprodução
MPF ARQUIVA notícia de fato sem fundamento contra o Governo Municipal lavrense
MPF ARQUIVA notícia de fato sem fundamento contra o Governo Municipal lavrense

O Ministério Público Federal foi provocado a buscar informações e apurar possíveis irregularidades na execução de obras de pavimentação em bloco intertravado por parte da CODEVASF em Lavras da Mangabeira.

 

A provocação foi feita pelo suplente de Vereador Neto Oliveira (MDB), quando esteve no cargo do vereador assumindo por conta de licença de 120 dias solicitada e aprovada ao Vereador Vinicius Cocô Neto (MDB) pela Câmara Municipal local para tratar de assuntos pessoais.

 

Neto Oliveira, é filho da ex-prefeita Dena Oliveira, irmão do atual deputado estadual Danniel Oliveira e sobrinho do ex-senador Eunício Oliveira, todos do MDB.  Neto afirmou que a obra vinha sendo executada de maneira inusitada, com ajuda de caminhões da empresa que faz a coleta de lixo do município, como a retirada do entulho da obra.

Além disso, o então suplente afirmou ainda que um caminhão de propriedade do atual gestor municipal (Ronaldo da Madeireira) havia sido visto por populares descarregando material da obra no parque do povo.

 

A CODEVASF por meio de oficio apresentou ao MPF nota técnica esclarecendo que o contrato firmado não possui o serviço de remoção da pavimentação existente.

 

A Prefeitura de Lavras por sua vez encaminhou também através de oficio cópia digitalizada do pregão eletrônico que tinha por objeto a execução dos serviços comuns de engenharia para pavimentação em bloco intertravado em vias urbanas, rurais consolidadas.


Em razão de não ser apresentadas as irregularidades descritas pelo representante o Ministério Público Federal através do Procurador da República Francisco Alexandre de Paiva Forte, decidiu pelo arquivamento da representação ou noticia de fato.